sábado, 1 de dezembro de 2007

Porque não se tornar imediatamente vegetariano?

Porque não se tornar imediatamente vegetariano?

Acho super interessante esse tópico, porque muitas pessoas ficam muito na mente e esquecem que o alimento que ingerem é tão igual ou mais importante para o refinamento do nosso trabalho evolutivo nesse planeta.

Não é uma radicalização, mas uma evidência espiritual o que está sendo dito. As palavras não são para convencer, mas para refletir sobre o fato. Então, que confirmem aqui os mais estudiosos sobre o assunto, pois esse é um tema de suma importância para quem está relevando esse tópico num segundo plano.

Para sutilizar nossas energias, para quem está vivendo no nível espiritual, devemos nos abster de certos tipos de alimentos mais "pesados" karmicamente.

Esses são os alimentos obtidos pela crueldade, tal como o abate indiscriminado e sofrível de nossos irmãos menores, os animais, que estão no período de evolução mental, um estágio antes do humano.

Coloco aqui apenas 10 razões para diminuirmos nosso hábito carnívoro, para não pesarmos mais ainda a nossa energia espiritual que está tão abalada por este mundo de formas pensamentos tão negativas.

O vegetarianismo é a tendência que mais cresce no mundo desenvolvido. Eis 10 motivos porque você deve pensar em virar vegetariano também:

1- Evitar carne é um dos melhores e mais simples caminhos para cortar a ingestão de gorduras. A criação moderna de animais provoca artificialmente a engorda para obter mais lucros. Ingerir gordura animal aumenta suas chances de ter um ataque cardíaco ou desenvolver câncer.

2- A cada minuto todos os dias da semana, milhares de animais são assassinados em abatedouros. Muitos sangram vivos até morrer. Dor e sofrimento são comuns. Só nos EUA, 500.000 (meio milhão) de animais são mortos a cada hora!

3- Há milhões de casos de envenenamento por comida relatados a cada ano. A vasta maioria é causada pela ingestão de carne.

4- A carne não contém absolutamente nada de proteínas, vitaminas ou minerais que o corpo humano não possa obter perfeitamente de uma dieta vegetariana.


5- Os países africanos - onde milhões morrem de fome - exportam grãos para o primeiro mundo para engordar animais que vão parar na mesa de jantar das nações ricas.

6- "Carne" pode incluir rabo, cabeça, pés, reto e a coluna vertebral de um animal.


7- Uma salsicha pode conter pedaços de intestino. Como alguém pode estar certo que os intestinos estavam vazios quando utilizados? Você realmente quer comer o conteúdo do intestino de um porco?


8- Se comêssemos as plantas que cultivamos ao invés de alimentar animais para corte, o déficit mundial de alimentos desapareceria da noite para o dia. Lembre-se que 40 hectares de terra produz carne suficiente para 20 pessoas, mas grãos suficientes para alimentar 240 pessoas!

9- Todos os dias dezenas de milhões de pintinhos de apenas 1 dia de vida são mortos apenas por que não podem botar ovos. Não há regras para determinar como ocorre a matança. Alguns são moídos vivos ou sufocados até a morte. Muitos são utilizados como fertilizantes ou como ração para alimentar outros animais.

10- Os animais que morrem para a sua mesa de jantar morrem sozinhos, em pânico e terror, em profunda depressão e em meio a grande dor. A matança é impiedosa e desumana.

Todo o problema referente ao consumo de carne é simplesmente porque a carne é um alimento de vibrações pesadas para quem está se adentrando na espiritualidade.

Isso afeta negativamente a experiência espiritual, que precisa trabalhar com energias mais sutis e sensíveis. Esse é um ponto científico e de realização dos sábios.

A outra questão se refere à violência. O espiritualista sério não deve aceitar violência, ou consumir algo que foi adquirido à força do sofrimento alheio.

Entrem em qualquer site que denuncia os modos torturantes de como são criadas as entidades vivas, nossos irmãos menores em consciência, os animais que consumimos apenas para satisfazer nossa gula em prol da nossa satisfação egoísta e mecânica (isso se tornou normal na sociedade, que vive numa mídia consumista, onde vale tudo para lucrar), mesmo que façamos isso de modo, muitas vezes, inconscientes, ou sem saber dos fatos reais.

Comer a carne não é algo condenável para quem gosta de consumi-la. O que está sendo condenado aqui é a violência de como as coisas são obtidas. Se uma pessoa quiser comer carne espere o animal morrer. Muitos animais estão morrendo todos os dias, de morte natural. Então vá e coma a carne. Mas mesmo assim ele será um alimento pesado para a prática da espiritualidade.

No Bhagavad-Gita, Krsna explica que os alimentos que consumimos estão situados em três modos da natureza, que são bondade (satwa), paixão (rajas) ou ignorância (tamas). Para aquele que está querendo se purificar deve-se consumir os alimentos situados na qualidade da bondade ou satwa. Leiam o capítulo 14 do Gita (os modos da natureza material). E a carne é um alimento de tamas, da qualidade da ignorância.

O fato de não aceitarmos carne por causa da violência irá desenvolver em nosso coração a misericórdia, que é um dos principais atributos da vida espiritual. Assim, não ficaremos agitados, agressivos, irados e com a sensação de peso que é comum aos alimentos na ignorância.

Alemão

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget