sexta-feira, 30 de novembro de 2007

A MINHA VACA E A MAIS BONITA

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

CAMPANHA VIRTUAL DE PROTEÇÃO AS VACAS E AOS ANIMAIS , ORIENTAÇÃO ALIMENTAR E CULTURAS QUE QUE REVERENCIAS ESTES ANIMAIS TÃO DOCEIS...



A MINHA VACA E A MAIS BONITA E A SUA ESTA NO SEU ALBÚM QUERIA CONHECER ..... RSRS NAMASTÉ PARTICIPE ...

o cozinheiro é um verdadeiro Guru

O ATO DE COZINHAR COMO UMA ARTE: Toda a cultura dos povos hindus é marcada pela arte, influência também do tantrismo e dos povos dravidianos. Ainda hoje tudo na Índia se torna algo ligado à arte e a culinária indiana não poderia ficar à margem desse processo. Os cozinheiros indianos são verdadeiros artistas e artistas reverenciados, lembrando que, para os hindus, o alimento irá nutrir principalmente o espírito e, dessa forma, o cozinheiro é um verdadeiro Guru, Monge ou Iluminado – um Guru Rasoiya (cozinheiro).

todos os seres são sagrados

Nós falamos sobre a proteção dos animais, principalmente das vacas, que são sagradas. Mas todos os seres são sagrados, e o ser humano está numa posição superior de evolução. Porém o homem se tornou uma besta. Ele criou o medo, a crueldade, a gula, a exploração, a covardia. Ele abandonou a sua inteligência divina e perverteu os seus instintos demoníacos. Ele perdeu o seu caráter sagrado, e por isso ele não vê o sagrado na vida, em Deus, em todos os seres. Ele não pode ver Krsna no animal, na força que mantém a alma que evolui, no sagrado que volta para Deus. Com isto estamos criando nossos currais humanos. Estamos nos isolando da vida. Estamos nos afastando de Krsna. Nosso desprezo é a nossa pena de morte, nossa carreira indefinida de sofrimentos. Somos absurdos humanos deleitando-se em gozo dos sentidos bestiais. Mas alguns ainda estão humanos, lutando pelo sagrado, realizando a evolução, amando a Deus. Sim, as vacas são sagradas, principalmente quando nos tornamos limpos de coração.. e humanos.


Alemão

quarta-feira, 28 de novembro de 2007

MASSAI , PARA ELES ESTA É SUA RIQUESA

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Photo Sharing and Video Hosting at PhotobucketPhoto Sharing and Video Hosting at Photobucket

O POVO DAS VACAS....

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket


Os Masai habitam a zona de Masai Mara, terra semidesértica entre a fronteira do Quénia e da Tanzânia.

São velhos guerreiros, que deixaram de ter contra quem combater, ou só esporadicamente se envolvem em pequenas rixas com outras tribos Massai.
No entanto, sempre viveram em torno da produção de gado bovino e hoje, mais que nunca, a sua dedicação é total.
Vivem em torno das manadas que protegem dos predadores naturais da região, nomeadamente dos leões, a que frequentemente têm de fazer frente para proteger os animais da sua manada.

O leite é um dos alimentos fundamentais dos Massai, faz parte da sua dieta alimentar, quase em exclusivo. A carne é guardada para as ocasiões muito especiais.
Quando matam uma vaca, as regras são conhecidas: as melhores partes do animal vão para os idosos, depois, quando estes estão satisfeitos, comem os guerreiros e por último comem as mulheres e as crianças

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket




Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Massaidecidiram enviar uma vaca ao povo americano, era o que de melhor tinham...

O respeito e a dependência que esta tribo tem em relação aos bovinos não encontra paralelo em qualquer outra parte do mundo.
As trocas comerciais, para aquisição de qualquer outro produto, são feitas com o pagamento em vacas, e os dotes entre famílias, para que os seus filhos casem, também são constituídos por vacas. Assim, o noivo que tiver mais e melhores vacas para dar como dote, pode escolher a noiva desejada, enquanto os outros se limitam a ver, sem terem capacidade comercial, por terem menor número de animais, ou animais de pior qualidade.

Depois dos atentados do 11 de Setembro em Nova Iorque, as notícias chegaram aos Massai, por via oral, já que este povo não conhece outra forma de ter acesso às noticias. Então, como forma de solidariedade, decidiram enviar uma vaca ao povo americano, era o que de melhor tinham...



Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Na Índia, a população é maioritariamente Hindu. Esta religião venera a vaca como sendo um animal sagrado.

Na Índia, a população é maioritariamente Hindu. Esta religião venera a vaca como sendo um animal sagrado.

Na Índia, as vacas passeiam tranquilamente pelas cidades e vilas sem que sejam minimamente molestadas pelos habitantes, incluindo quando as manadas invadem as praças, onde comem os legumes dos produtores, sem que estes mostrem qualquer hostilidade para com o gado bovino. Devido a estas situações, algumas vacas desenvolveram um gosto especial por frutas.
O facto de, por vezes, não haver comida disponível para todas as vacas, leva a que alguns animais incluam na sua dieta papel e cartões que encontram espalhados pelo chão. O seu estômago, excepcionalmente robusto, permite estes abusos.

Algumas pessoas, de todas as castas, incluindo as mais altas, deixaram para trás as suas profissões para se dedicarem exclusivamente ao bem estar das vacas mais fragilizadas e/ou mais velhas, criando vacarias que são sustentadas por eles próprios e por outras pessoas que lhes vão dando donativos.
Entre estas pessoas, podemos encontrar políticos, médicos e toda uma série de profissões que neste país são muito importantes.

Existem na Índia aproximadamente duzentos e cinquenta milhões de vacas, que são respeitadas e veneradas por setecentos e cinquenta milhões de pessoas de crença Hindu!

Animais têm emoções, revelam estudos

Um estudo recente realizado na Universidade de Bristol mostra que as vacas têm uma forte vida sentimental que inclui emoções como a amizade, o rancor ou a frustração.
Os bovinos são ainda capazes de sentir emoções fortes como dor, medo e até ansiedade – preocupam-se com o futuro. Mas se os criadores lhes proporcionarem condições adequadas, podem mesmo sentir grande felicidade. As descobertas resultaram de estudos em animais de quintas, e descobriram características similares em porcos, cabras, galinhas e outros animais domésticos. Sugerem que estes animais poderão ser de tal forma emocionalmente semelhantes aos humanos que as leis de bem-estar animal deverão ser reformuladas.
Este estudo, coordenado por John Webster, professor de Produção Animal em Bristol e autor do livro “Bem-Estar Animal: a Coxear em Direcção ao Éden” (Animal Welfare: Limping Towards Éden) desmistificou ainda a ideia comummente aceite de que a inteligência está directamente relacionada com a capacidade de sofrer e que os animais, porque têm cérebros mais pequenos, sofrem menos do que os humanos.
Efectivamente, os pesquisadores documentaram como vacas formam, dentro de uma manada, pequenos grupos de amizade com quem passam a maior parte do tempo, muitas vezes lambendo-se e cuidando-se entre si. Também podem não gostar de outras vacas e alimentar rancores durante meses ou anos.
Também a sexualidade das vacas é subestimada pelo homem. No entanto, os pesquisadores qualificam-nas de ninfomaníacas. Segundo Webster as vacas excitam-se quando uma companheira da manada se excita e começa a tentar montar outra.
Esta e outras descobertas foram apresentadas numa conferência científica realizada em Londres, em Março de 2005, e organizada pela Compassion in World Farming

Bem-estar Animal na Universidade de Bristol,

De acordo com Christine Nicol, professora de Bem-estar Animal na Universidade de Bristol, os animais estão mais próximos dos seres humanos sob o ponto de vista emocional do que até aqui se acreditava. Esta investigadora afirmou ainda que "O nosso desafio é ensinar aos outros que todos os animais que tencionamos comer ou usar são indivíduos complexos, e ajustar a nossa cultura de exploração animal em conformidade".

O professor Donald Broom, da Universidade de Cambridge, que também participou da conferência, revelou, com base numa experiência, que as vacas podem ser estimuladas por desafios intelectuais. Durante um estudo, os investigadores desafiaram os animais com uma tarefa que consistia em descobrir como abrir uma porta para conseguirem obter alimento. As reacções foram controladas por um electroencefalograma para medir as suas ondas cerebrais. Constatou-se uma aceleração do ritmo cardíaco e algumas até pularam.

Neurobiologia Instituto Babraham em Cambridge

A crença generalizada de que os animais de quinta não sofrem em condições consideradas intoleráveis para humanos é em parte baseada na ideia de que são menos inteligentes do que os homens e de que não têm a “noção do eu”. No entanto, cada vez mais as pesquisas revelam que isto não é correcto.
Keith Kendrick, professor de Neurobiologia no Instituto Babraham em Cambridge, descobriu que até as ovelhas são muito mais complexas do que se pensava e conseguem recordar 50 caras ovinas – mesmo de perfil. Conseguem reconhecer outra ovelha após um ano afastadas. Segundo Kendrick, as ovelhas podem até estabelecer afeições fortes por certos humanos, entrando em depressão por separações longas e saudando entusiasticamente mesmo depois de 3 anos


A conferência Compassion in World Farming iniciou-se com um discurso chave de Jane Goodall, a primatologista que fundou os estudo da Senciência Animal com a sua pesquisa em chimpanzés no início dos anos 60 do século XX. Goodall desmistificou a crença de que os animais eram simples autómatos que mostravam pouca individualidade ou emoções. No entanto demoraram muitos anos para que os cientistas aceitassem que tal ideia fosse aplicada a muitos outros animais. ``Animais sencientes têm a capacidade de experienciar prazer e sentem-se motivados a procurá-lo”, afirmou Webster. ``Só é preciso observar como as vacas e cordeiros procuram e apreciam o prazer de estarem deitados com as cabeças levantadas na direcção do sol num perfeito dia de Verão inglês. Tal como os humanos.”.

segunda-feira, 26 de novembro de 2007




se voce come carne esta contribuido para este crime

Não violência — Não comer nenhum tipo de carne, peixe ou ovos.

Não violência — Não comer nenhum tipo de carne, peixe ou ovos.

Como mencionado acima, uma das práticas mais importantes de bhakti é comer apenas prasadam. O que dizer do ato de matar um animal (ou qualquer criatura) inocente, os cadáveres de animais em si estão no modo da ignorância, por serem coisas essencialmente em putrefação. Assim sendo, Deus não aceita esse tipo coisa. Portanto, acima de tudo, evitamos o consumo de qualquer tipo de carne, peixe e ovos porque não devem ser oferecidos a Deus e assim não podem se tornar prasadam. Além dessa consideração, é óbvio que a matança indiscriminada de animais inocentes, muitos com consciências bastante desenvolvidas, emoções, conceitos de família, amigos, etc., apenas para degustar o sabor de seu cadáver, é algo bastante violento, grosseiro e imoral.

Mesmo para aqueles que não têm muita sensibilidade espiritual, ética e moral, o consumo de animais também traz desastrosas conseqüências dos pontos de vista ecológico, físico e econômico. Para aqueles que ainda não compreenderam os múltiplos efeitos perversos do consumo de animais, cabe pesquisar o assunto seriamente — existe farto material sobre o assunto na Internet, livros e revistas.

Por Giridhari Das

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

GANDHI - MENSAGEM PARA O MUNDO.

Mohandas Karamchand Gandhi nasceu em Porbandar, na Índia.
Era chamado pelo povo de Mahatma, que significa “Grande Alma”.
É o grande pai da Índia e a libertou do domínio e exploração dos ingleses.
O apóstolo da não-violência é um dos maiores e mais seguidos líderes espirituais da humanidade.
Tudo considerou de maior importância, quando comparado ao empenho de melhorar a si mesmo e de se elevar espiritual e socialmente os outros.
Libertou seu país e libertou o homem do egoísmo, da avareza, do ódio, do medo, de todas as paixões que reduzem o espírito dos homens à escravidão e conduzem os povos a sangrentas lutas.
Gandhi morreu assassinado.
Sua mensagem continua viva...
Ele confirmou a possibilidade de uma nova sociedade...
Gandhi respeita a Vaca Sagrada pois, a veneração da vaca no hinduísmo abrange um sentido mais amplo e espiritual. Gandhi vê nisso uma das mais altas afirmações da evolução humana, ela simboliza “todo o mundo inferior”, com o qual o homem estabelece um pacto de aliança: a “confraternização entre o homem e o animal”, “transporta o ser humano para além dos limites de sua espécie e afirma identidade do homem com tudo o que vive”.
A escolha da vaca é devido ela ser a melhor companheira e a fonte de abundância à humanidade.
Mas esse culto não tem nenhuma idolatria, Gandhi condena o fetichismo do povo que observa a letra sem praticar a compaixão.
Afirma que a proteção da vaca é o presente do hinduísmo ao mundo pois, ao preceito do Evangelho: “Ama teu próximo como a ti mesmo”, ele acrescenta:
“Tudo o que vive é o teu próximo”.

Oferenda

"Nenhuma de sangue de besta, ou de passáro, ou de homem, pode retirar o pecado,
porque como pode a consciência ser purgada do pecado pelo derramamento de sangue inocente?
Não, isto só aumentará o pecado".
Ensinamento 33 - Evangelho dos Doze Santos

et="_blank">Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Se alguém quiser me ofertar
Com amor e devoção
Fruta, folha, flor ou água
Aceitarei a oferenda
Ó, descendente de Cunte
O que quer que você faça
O que quer que você coma
O que quer que você dê
Tudo isso deve ser feito
Como uma oferenda a mim

AS VACAS SÃO SAGRADAS MAHABHARATA

"SARVE DEVAAH STHITA DEHE SARVA DEVAMAYEEHI GAOU" O shloka acima significa que todas as deidades residem no corpo de uma vaca. Conseqüentemente a vaca em si mesma é como uma deidade. Algumas das várias partes do corpo da vaca em que as Deidades e os elementos, residem são dadas como segue:

dois chifres da vaca o criador ' Brahma '
a cabeça da vaca a deidade ' Indra '
o colo, a deidade 'Yama'
A testa, a deidade Agni do fogo
O cérebro, A deidade da 'Lua'
Maxilar superior, os planetas celestes Dyuloka
Maxilar inferior. A deidade da terra
A língua, Deus do relâmpago
Dentes, a deidade Marut
A garganta, a constelação de 'Revatee'
todos os órgãos da vaca, a deidade ' Vaayu ', do vento
Nos intestinos a deusa Sarasvati
Na coluna vertebral, a deidade Rudra
Nos ossos dos quadris, as fadas e os anjos
Nos ombros, a deidade Varuna dos oceanos cont.
Nas patas dianteiras o sábio 'Tvashta & o sábio 'Aryama'
Nas patas trazeiras, A deidade da aniquilação, Mahadeva ou Shiva
Nos pelos do corpo, o sábio 'Pawamana'
No traseiro, a casta brahmínica e casta Kshatriya'
Nos ossos do joelho, a deidade do Sol
Seus bezerros, atraem os seres Gandarvas do mundo celestial
Nos ossos menores, as Apsaras
Nos cascos, a mãe do Sol, 'Aditi'
No coração, a deidade da mente
No fígado da vaca , a Inteligência
No nervo ‘Puritat”o Voto religioso de ‘Vrata’
No ânus, os seres celestiais 'Devagana'

VACAS SÃO SAGRADAS
Do livroVACAS SÃO SAGRADAS
Do livro Mahabharata, Anusasana Parva,
Cap. LXXXIII - LXXVII – LXXVI
, Anusasana Parva,
Cap. LXXXIII - LXXVII – LXXVI


Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

domingo, 25 de novembro de 2007

Neste passatempo Krishna expressa seu amor as vaquinhas..

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Sri Damodarastakam

Falado por Satyavrata Muni numa conversa com Narada Rsi e Saunaka Rsi no Padma Purana

namamisvaram sac-cid-ananda-rupam

lasat-kundalam gokule bhrajamanam

yasoda-bhyolkhalad dhavamanam

param rstam atyantato drutya goya (1)

Adoro o Supremo Isvara, cuja forma é sac-cid-ananda, cujos brincos em forma de peixe balançam e brincam com Suas bochechas, que é supremamente esplendoroso no dhama transcendental de Gokula, que, por ter quebrado o pote de iogurte, está com muito medo de Mãe Yasoda e que descendo do pilão de moer feito de madeira foge rapidamente, e que por fim é apanhado por trás.
rudantam muhur netra-yugmam mrjantam

karamhoja-yugmena satanka-netram

muhuh svasa-kampa-tri-rekhanka-kantha-

sthita-graiva-damodaram bhakti-baddham (2)



Adoro este Damodara que, com medo do bastão na mão de Sua mãe, chora e repetidamente esfrega Seus olhos com Suas mão de lótus; cujos olhos exprimem um temor extremo; cujo soluçar faz com que os colares de jóias e pérolas tremam em Seu pescoço marcado com três linhas e cujo ventre é amarrada somente pela devoção de Sua mãe.
Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket


Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Damodara Sri Krsna.

itidrk sva-lilabhir ananda-kunde

sva-ghosam nimajjantam akhyapayatam

tadiyesita-jñesu bhaktair jivatvam

punah prematas tam satavrtti vande (3)



Por esses passatempos de infância Ele perpetuamente imerge os habitantes de Gokula em lagos de bem-aventurança e, através deles, informa os devotos que desejam conhecer Seu aspecto de opulência e majestade suprema que Ele é conquistado somente por aqueles que estão livres do conhecimento de aisvarya – com grande amor adoro repetidamente este Damodara Sri Krsna.

O grande vaqueirinho ...

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Possa Sua forma como um pastor de vacas para sempre permanecer manifesta em meu coração

varm deva! moksam na moksavadhim va

na canyam vrne ‘ham varesad apiha

idam te vapur natha! gopala-balam

sada me manasy avirastam kim anyaih (4)



He Deva! Embora Você seja capaz de conceder qualquer benção, não oro a Você por liberação, vida eterna em Vaikuntha ou por qualquer outra benção (que possa ser obtida por executar os nove processos de bhakti). He Natha! varm deva! moksam na moksavadhim va

na canyam vrne ‘ham varesad apiha

idam te vapur natha! gopala-balam

sada me manasy avirastam kim anyaih (4)



He Deva! Embora Você seja capaz de conceder qualquer benção, não oro a Você por liberação, vida eterna em Vaikuntha ou por qualquer outra benção (que possa ser obtida por executar os nove processos de bhakti). He Natha! Possa Sua forma como um pastor de vacas para sempre permanecer manifesta em meu coração – a não ser isso, qual a utilidade de qualquer outra benção?
– a não ser isso, qual a utilidade de qualquer outra benção?



Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Sua face de lótus

idam te mukhambhojam avyakta-nilair

vrtam kuntalaih snigdha-raktais ca gopya

muhus cumbitam bimba-raktadharam me

manasy avirastam alam laksa-labhaih (5)



He Deva! Que Sua face de lótus que é emoldurada por Seus cachos de negros cabelos brilhantes que pendem como cascatas, que é beijada por Mãe Yasoda repetidas vezes e que é embelezada por lábios tão vermelhos quanto às frutas bimba, sempre permaneça visível em meu coração – milhões de outras obtenções são inúteis para mim.
Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket


Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Seu misericordioso olhar sobre esta alma rendida

namo deva! damodarananta visno!

prasida prabho! duhkha-jalabdhi-magnam

krpa-drsti-vrstyati-dinam batanu

grhanesa! mam ajñam edhy aksi-drsyah (6)



Reverências a Você, ó Deva! Ó Bhakta-Vatsala Damodara! Ó Ananta, que é dotado com potências ilimitadas! Ó todo-penetrante Visnu! Ó meu mestre! Ó Isa supremamente independente! Fique satisfeito comigo! Estou mergulhando num oceano profundo de sofrimento – ajude-me por derramar a chuva de Seu misericordioso olhar sobre esta alma rendida que está tão lamentavelmente caída e conceda-me Se darsana direto.

ELe o grande vaqueirinho ....Krishna ...

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket


Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

He Damodara!

kuveratmajau baddha-murtyaiva yadvat

tvaya mocitau bhakti-bhajau krtau ca

tatha prema-bhaktim svakam me prayaccha

na mokse graho me ‘sti damodareha (7)


He Damodara! Embora Você tenha sido amarrado ao pilão com cordas por Mãe Yasoda, Você misericordiosamente liberou os dois filhos de Kuvera que foram amaldiçoados por Narada a permanecer como árvores e os presenteou com Seu próprio prema-bhakti. Da mesma forma, por favor, conceda a este alma insignificante este mesmo prema-bhakti. Este é meu único desejo – não tenho desejo por nenhum outro tipo de liberação.


Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
namas te ‘stu damne shurad dipti-dhamne

tvadiyodarayatha visvasya dhamne

namo radhikayai tvadiya priyayai

namo ‘nanta-lilaya devaya tuhyam (8)


namas te ‘stu damne shurad dipti-dhamne

tvadiyodarayatha visvasya dhamne

namo radhikayai tvadiya priyayai

namo ‘nanta-lilaya devaya tuhyam (8)



Ó Damodara! Ofereço pranama a refulgente corda que amarra Sua cintura. Também ofereço pranama a Sua barriga que é a fonte da refulgência Brahman e o esteio do universo inteiro. Repetidamente ofereço pranama a Srimati Radhika, Sua mais querida amada e também ofereço pranama centenas de vezes aos Seus maravilhosos passatempos ilimitados.*
! Ofereço pranama a refulgente corda que amarra Sua cintura. Também ofereço pranama a Sua barriga que é a fonte da refulgência Brahman e o esteio do universo inteiro. Repetidamente ofereço pranama a Srimati Radhika, Sua mais querida amada e também ofereço pranama centenas de vezes aos Seus maravilhosos passatempos ilimitados.*




Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

sábado, 24 de novembro de 2007

Srimad-Bhagavatam 1.19.03 (significado)

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket



“Civilização humana progressiva é baseada na cultura bramínica, consciência de Deus e proteção das vacas...”.
“Proteção às vacas significa nutrir a cultura bramínica, a qual conduz a consciência de Deus, e assim se alcança a perfeição da civilização humana.”



Srimad-Bhagavatam 1.19.03 (significado)
Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Que mal há em matar os animais?

Por Purushatraya Swami (artigo escrito em 1998)

Como é sabido, os devotos de Krishna não mandam as vacas e os bois ao matadouro. Depois de passarem suas vidas oferecendo seus serviços ao homem—a vaca, procriando e fornecendo o precioso alimento, o leite, e o boi, oferecendo sua força no campo, em trabalhos de tração e aração—, consideramos que é mais do que justo e, sobretudo, é um ato de humanidade, que esses animais tenham melhores condições para o período da velhice. Normalmente, nessa fase esses animais são considerados economicamente improdutivos no campo, e são, invariavelmente, enviados ao matadouro. Mandar os animais ao matadouro significa encerrar violentamente a vida de um ser vivo. Tal ato é completamente contra as leis naturais, que são leis de Deus. Não temos direito para isso.
O homem moderno, em sua arrogante visão antropocêntrica, dominado por uma cobiça desvairada, julga-se o senhor da natureza, com irrestritos direitos de explorá-la
Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket


JAYA MATHA !!!!!


Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

. Não existe o devido respeito às formas inferiores de vida

. Não existe o devido respeito às formas inferiores de vida, assim como à Natureza como um todo. A natureza e os animais são vistos através das lentes do lucro—esse é o único referencial. A vida urbana artificial embruteceu a consciência das pessoas. Perdeu-se a visão holística do mundo e o coração das pessoas endureceu. A grande maioria de pessoas dita normal, consideram a matança de animais, como a vaca, uma atividade completamente civilizada, progressista e perfeitamente dentro das leis, tanto seculares como religiosas. Para elas, animais, como os bovinos, são naturalmente destinados a virar bife, dieta considerada essencial para os seres humanos. Sem o bife, pensam elas, a pessoa debilita-se devido à deficiência de proteínas. Portanto, o destino natural dos bovinos é o matadouro. Que mal há nisso? Tanto o Estado quanto a Igreja não questionam, e dão luz verde. Além disso, é uma atividade econômica bastante lucrativa. Isto por si só já justifica. Quanto dinheiro está envolvido nessa atividade! Quantas famílias mantêm-se com essa atividade, quantas divisas entram para o país, poderiam argumentar.
Argumenta-se que as técnicas modernas de matança dos animais são indolores, ao contrário do processo tradicional em que o animal leva uma marretada na cabeça, é içado pelas patas, e estripado, mesmo ainda vivo. Outros argumentam que não são eles que matam, alguém faz esse trabalho sujo. E outros afirmam que a carne é essencial na alimentação do homem, e citam até trechos de escrituras para justificar-se.

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Argumenta-se que animais não têm alma

Argumenta-se que animais não têm alma, portanto, não existe pecado em matá-los. Dizem que quando na Bíblia é dito “Não matarás”, isso se refere somente a seres humanos. O caso é que, qualquer que seja o argumento, a violência está presente, e aquele que participa da matança dos animais, seja diretamente ou ‘inocentemente’ à distancia, é cúmplice deste ato desumano. Alguém pode ainda argumentar que comer vegetais, como o alface, é também um ato de violência, pois a planta é sacrificada. Quanto a isso, temos que considerar que os vegetais, cereais e frutas são os alimentos destinados aos seres humanos. Um pé de alface que é comido cumpriu com a sua função nessa vida. Sem dúvida, existe violência nesse ato. O simples fato de caminhar ou respirar, por exemplo, está sempre sujeito a alguma violência, pois podemos pisar em formigas ou inspirar algum germe no ar. Portanto, a conclusão é que, para viver, a violência é inevitável. O grande problema é quando existe a violência desnecessária. Devemos evitar a todo o custo essa violência desnecessária. A matança de animais deve ser evitada, pois é desnecessária, uma agressão à harmonia do universo e um ato de covardia. Quanto à violência aos vegetais, como por exemplo, à alface, nós devemos estar conscientes desse fato. Devido a isso, é recomendado nas escrituras, que, antes de comermos, nós ofereçamos o alimento a Deus, a fim de purificá-lo e espiritualizá-lo. Ademais, oferecer os alimentos é um ato de devoção, amor a Deus.



Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
Ocorreu um erro neste gadget