sábado, 24 de novembro de 2007

"Onde está o seu Deus?", "Em todo o lugar!".

Hiranyakasipur, aqui empunhando sua espada, era um rei demônio muito poderoso. Ele tinha um ódio pelo Vishnu Supremo, porque o Senhor havia matado seu irmão Hiranyaksa. A história era que Hiranyaksa tinha jogado a Terra dentro do Oceano da devastação, no fundo do universo, e então Sri Vishnu veio na Sua forma de um javali para salvar a Terra, sendo atacado por Hiranyaksa, sendo que Vishnu o matou numa luta.

Hiranyakasipur odiava tanto o Senhor Vishnu que se recusava a reconhecer que Ele era a Suprema Personalidade de Deus, e que não poderia ser morto. Mas ele queria matar Vishnu, em algum dia. Ele, então, pensou que se conseguisse a imortalidade iria conseguir este intento. Então, ele realizou muitas austeridades, como ficar somente numa perna por mil anos celestes, apesar das formigas comerem a sua carne, e ter vivido dentro de um formigueiro, e elas viverem entre seus ossos. Ele meditava no Senhor Brahmaa, que vendo esta austeridade veio até ele e lhe deu um novo corpo. Ele pediu para que Hiranyakasipu parar com o que estava fazendo, e que lhe concederia um pedio. Hiranyakasipur pediu que Brahmaa lhe conferisse a imortalidade. O Senhor Brahmaa respondeu, " Eu não posso dar a você isso, porque nem eu mesmo a tenho. Peça-me uma outra coisa". Mas Hiranyakasipur queria ter em garantia a sua imortalidade, de qualquer maneira, então ele pediu: "Conceda que eu não seja morto nem de dia nem de noite; nem na terra nem no mar, tempouco no ar; nem dentro nem fora das portas; por homem ou animal, ou por qualquer arma". O Senhor Brahmaa concedeu este pedido e retirou-se.

Os anos se passaram. Hiranyakasipur teve um filho chamado Prahlada, que nascera como um devoto puro do Senhor Vishnu. Prahlada encorajava a seu pai para adorar Vishnu, mas Hiranyakshipur pensava que seu filho era um traidor. Prahlada não parava de adorar o Senhor, de modo que seu pai ficou muito furioso com isso. Então, Hinaryakashipur mandou torturar o seu filho, e pediu para que os seus servos O matassem. Todos os seus esforços falhavam, e o menino continuava a adorar o Senhor de forma imperturbável. No final das contas, depois de que todas as tentativas enviadas para os outros matarem o menino, falharam; Hiranyakashipur decidiu matar pessoalmente Prahlada. Então, ele desembainhou a sua espada, e o desafiou no templo, estando na soleira da porta, ao anoitecer: "Onde está o seu Deus?", perguntou o demoníaco Hiranyakashipur. No que Prahlada respoudeu: "Em todo o lugar!". "Até mesmo dentro deste pilar?", apontando para a pilastra do templo do Senhor Vishnu. "Sim", disse Prahlada, "até dentro deste pilar!". Furioso, Hiranyakashipur golpeou o pilar do templo com a sua espada. Do pilar emergiu a forma de um homem-leão imenso, de modo que Hiranyakashipur nunca tinha visto. Este podereso ser meio homem meio leão, tinha poderosas garras, as quais rasgaram o ventre demoníaco de Hiranyakshipur, derrotanto também todos os soldados que vieram acudir. O demônio havia sido porto na soleira da porta (nem dentro dem fora), ao anoitecer (nem de dia, nem de noite), nem por um homem nem por um animal, mas por um homem-animal, etc.

Enviada por Mañjari Priya Devi dasi

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget